Efemérides de 14 de Maio

1796 O naturalista e médico britânico Edward Jenner (1749-1823) realizou há 223 anos o primeiro teste da vacina contra a varíola (considerada extinta pela OMS em 1980).

1915 Revolta há 104 anos liderada pelo Partido Democrático (de Afonso Costa, 1871-1937) contra o governo da ditadura do General Pimenta de Castro (1846-1918), fez duas centenas de mortos e mais de mil feridos, levando à demissão do Executivo.

1948 Terminou há 71 anos o mandato britânico na Palestina e foi constituído o Estado de Israel (proclamado em Telavive pelo sionista trabalhista Ben-Gurian, 1886-1973, seu 1º chefe de governo), desde logo em guerra com a Legião Árabe da Transjordânia.

1955 Os países do Leste europeu, ou Bloco de Leste, agrupados em torno de Moscovo, constituíram há 64 anos o Pacto de Varsóvia (que durou até 1991), como contraponto à NATO (criada pelos Ocidentais em 1949).

1958 Houve há 61 anos manifestações maciças de apoio a Humberto Delgado (1906-65, assassinado pela Pide salazarista), candidato da Oposição Democrática à Presidência da República, no Porto.

1972 Okinawa (arquipélago de 169 ilhas ao Sul do Japão) regressou há 47 anos à posse do Japão depois, de 27 (na sequência da II Guerra) sob jurisdição norte-americana.

Acordo EUA-China preparado por Nixon, www1.folha.uol.com.br

1978 Os EUA e a China assinaram há 41 anos o primeiro acordo comercial, depois de 30 de afastamento – que voltam a ensaiar-se.

1986 Um tribunal jugoslavo condenou há 33 anos à morte Andrija Artukovic 1899-1988), responsável pela polícia e pelos campos de concentração nazi na Croácia.

1991 Reprivatização há 28 anos do jornal Diário de Notícias, cujos títulos (incluindo o portuense JN) foram então adquiridos por cerca de 42 milhões de euros pelo consórcio da Lusomundo.

2005 Foram sepultadas em Díli, Timor-Leste (independente da Indonésia desde 2002), há 14 anos, as últimas 32 vítimas, não identificadas, dos ataques das milícias, em 1999.

2009 A fragata portuguesa Corte-Real terminou há 10 anos a missão bem sucedida de escolta de um navio das Nações Unidas que transportava bens alimentares para Berbera, no norte da Somália.

2018 O Parlamento da Catalunha elegeu há 1 ano Quim Torra como presidente do governo regional, talvezpor ser considerado um homem de Carles Puigdemont, e como um desafio a Madrid.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s