Vinagrete 23.01.10 – Protecção Civil

A vida tem-nos mostrado que os avisos da Protecção Civil, mesmo que só amarelos, devem ser levados a sério. Embora alguns deles não cheguem a incomodar muito, basta os que incomodam para valer a pena. Esperemos que chegue um momento em que, além dos avisos, a Protecção Civil possa fazer alguma coisa mais concreta para apoiar as populações.

            O problema é não ser só a Protecção Civil a faltar-nos. Eu tenho uma casa de férias da Foz do Arelho. E ali se destruíram vários muros, não só de casas de férias, mas nalguns casos essas casas davam com as dos residentes, que como se sabe são corresponsáveis, sempre que os muros não vêm descritos nas certidões oficiais.

Mas a Câmara Local, a das Caldas, embora tivesse tapado algumas ribeiras que não se esforça por as reabrir (pelo que deve ser considerada principal responsável por alguns dos acontecimentos), nem sequer se preocupa com a Declaração do Estado de Calamidade, que implicaria certamente algumas ajudas.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s