Vinagrete 22.12.30 – PS e demissões

Este parece-me o caso mais grave de sempre. O do assessor de Medina nunca me pereceu sequer caso, a acho que um ministro está em melhores condições do que ninguém para saber quem lhe convém como assessor. Claro que seria bom saber nos gabinetes, mas em todos, legalmente menos gente.

            Agora esta Alexandra Reis era demasiado gananciosa para tratar de coisas dos contribuintes. E era grave não saberem-no. A demissão do ministro Santos parece-me portanto muito apropriada.

            De resto, acho esta oposição muito incompetente, por precisar de jornais para lançar casos destes.

            De qualquer modo, uma pessoa que se mostrou completamente insensível aos problemas dos trabalhadores da TAP, não a julgaria adequada para qualquer outro lugar na Função Pública, menos ainda como presidente da NAV. E, claro, muito menos para qualquer lugar no Governo, o que não foi atempadamente reconhecido nem pelo PS (principal responsável), nem pela oposição. O que haverá mais de casos não detectados ainda pela imprensa?

            Para já, a CMVM não pode acreditar agora em nenhuma informação desta administração da TAP (e por alguma razão está a correr um processo crime). E esta terá condições para continuar em funções, ou para pedir novas indemnizações superbilionárias, enquanto a empresa se afunda?

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s