Vinagrete 22.12.19 – PCP e ensino público

O PCP definitivamente não se compreende. Mostra-se indignado com o nível dos salários nacionais, mas só paga aos seus funcionários, mesmo os mais elevados, segundo o novo secretário-geral, Paulo Raimundo, 750 euros mensais.

            Na luta dos professores, podemos ignorar as diatribes do STOP. Mas não convém ignorar as do PCP. E tudo leva a crer que este partido considera iguais as políticas do PS e as do PSD/CDS. Apesar de aparentemente o PS defender com maior veemência a escola pública. O que terá uma importância nula para os comunistas. De resto, os professores quereriam os salários e as condições dos privados?

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s