Vinagrete 22.10.04 – Precisão dos termos

Lembro-me de Marcelllo Caetano gostar de ser muito preciso, nos seus Livros de Direito Administrativo, quanto às classificações políticas. E assim como considerava o seu regime apenas ‘autoritário’, esperava que todos os regimes fossem classificados da mesma forma, precisa e cuidadosa.

            Vem isto a propósito de Montenegro tender a ser frequentemente pouco claro relativamente ao Chega (sendo seguramente o principal responsável por uma subida eleitoral sua), e de acusar o PS de ter feito uma  aliança (não de governo, mas parlamentar) com 2 partidos da extrema-esquerda, a saber, o PCP e o BE. Deduz-se que ele próprio estará interessado em chegar assim ao poder, com o dito Chega, abrindo a porta ao sucesso eleitoral de um concorrente, provavelmente também à sua custa.

            O PCP ultimamente tem-se mostrado efectivamente favorável ao fascismo belicista e perigoso (sobretudo, com as ameaças nucleares) de Moscovo. Tirando isto, julgava que não era da extrema-esquerda, como ainda julgo não o ser o BE (apenas tão parvo como a sua líder). Mas não está em causa nenhuma parvoíce, mas sim o extremismo político. Alguém acharia o CDS extremista? Só por se estar à esquerda do PS ou à direita do PSD tem de se ser extremista?

            Vamos então explicar devagarinho a Montenegro como são algumas coisas essenciais.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s