Vinagrete 22.09.13 – Russos e ucranianos

Já se viu, e reafirmou na Festa do Avante, que Jerónimo de Sousa e os seus comunistas mais fiéis, continuam a culpar pela guerra quem nada fez por ela, desde que com isso possa acusar os EUA, e a defender a paz podre das armas e dos mortos de quem a lançou e a quer prosseguir, e até usa para a fazer a maior central nuclear europeia –pondo em risco milhões de pessoas. A postura russa até é compreensível, depois de percebermos que eles defendem um imperialismo cego e nada democrático – como os fiéis do PCP .

Também pode compreender-se, à luz do fim do CDS e do comportamento normal e populista de Nuno Melo, o seu recurso às autoridades europeias contra os cidadãos russos de Setúbal.

 Mas trata.se efectivamente de um caso em que as autoridades judiciais portuguesas (as quais não devem depender do Executivo, para o caso de Nuno Melo não o saber) nos devem dizer qualquer coisa de mais sólido sobre a matéria. Que parecem ter muito para dizer.

E afinal, uma postura racista anti-russa, acaba por ser uma forma de funcionar próxima de um PCP ao contrário.

            Houellbecq, no seu recente livro Aniquilação, põe um dos personagens a achar que o Baby Boom se deveu à vitória dos Aliados numa guerra juata e moral contra o nazismo e o  fascismo, quando as guerras anteriores (a começar pela I Grande Guerra) teriam sido na sua opinião menos justas e morais. Quer dizer, se isto for mesmo assim, que ganhando a Ucrânia esta Guerra actual, que os seus apoiantes mergulharão outra vez num Baby Boom.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s