Vinagrete 22.05.02 – Austeridade e OE22

Na proposta OE de 2022 do Governo de maioria absoluta PS, os partidos de Oposição, sobretudo os de direita, focam-se num único ponto: se é ou não de austeridade.

            Parece ser essa a sua única oposição ao documento, que PCP e BE chumbaram em tempos, por motivos que ainda estou para ver quais são.

            Já não falo nas sequelas naturais da Guerra da Ucrânia, sempre muito menores para o Ocidente (para o qual uma vitória da Ucrânia é fundamental), sempre muito mais graves para os ucranianos. Podem-se comparar algumas sequelas desta Guerra a certas exigências da troika. De qualquer modo, penso ser unânime que se vê aqui uma vontade maior de Costa do que de Passos Coelho de fazer frente às desgraças por que passa o eleitorado. Já nem falo do PCP, sempre a borrifar-se para os trabalhadores, e para que a inflação lhes coma os aumentos (como noutros tempos os comeu), deixando-os pior do que antes de tais aumentos. Mas o PSD… até Manuela Ferreira Leite, numa TV, se mostrou perplexa com o seu partido (embora aproveitando para também criticar o PS, como é de esperar). E o ex-presidente Cavaco (também PSD) esteve na altura bem contra a política de Passos, apesar de depois ter resistido a dar posse a um Executivo de Costa. E a tal ‘demissão irrevogável’ de Paulo Portas?

            Na verdade, andámos assim entre a ‘austeridade’, da oposição, e as ‘contas certas’, do Governo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s