Efemérides de 18 de Abril (2022)

1506 O Papa Júlio II (1443-1513, entronizado em 1503) colocou há 516 anos a primeira pedra da Basílica de São Pedro, em Roma, construída onde se supõe estar o túmulo de São Pedro, e onde já existira outro templo, concluindo-se em 1626.

1792 O poeta português Tomás António Gonzaga (1744-1810), independentista brasileiro, foi condenado há 230 anos a degredo perpétuo, em Moçambique (viu comutada a condenação em 1789, por intervenção de D. Maria I).

1925 Foi declarado há 97 anos (1 antes do 28 de Maio) o estado de sítio em todo o país e suspensas as garantias constitucionais, na sequência da tentativa de golpe militar chefiado por Sinel de Cordes, general monárquico, e Filomeno da Câmara, capitão-de-fragata.

1928 O engenheiro Duarte Pacheco (1900-43, morto num desastre de automóvel), o mítico ministro das Obras Públicas do salazarismo, na altura diretor do Instituto Superior Técnico, tomou posse há 94 anos da pasta da Instrução.

1951 A França, Alemanha Federal, Itália, Bélgica e Luxemburgo (6) assinaram há 71 anos, em Paris, o tratado fundador da primeira comunidade europeia, o Tratado do Carvão e do Aço.

1955 Começou há 67 anos a Conferência Afro-Asiática de Bandung, Indonésia, que daria origem ao Movimento dos Países Não-alinhados.

1998 Abriu há 24 anos o alargamento da Linha Verde do Metro, em Lisboa, com a ligação Rossio-Cais do Sodré.

2005 Começou há 14 anos o Conclave para a eleição do sucessor de João Paulo II, com a eleição de Bento XVI (n.1927 em funções até 2013), e hoje Papa emérito.

2016  O CaixaBank obteve há 6 anos ‘luz verde’ da CMVM para lançar uma OPA sobre as ações do BPI que ainda não controlava.

2017 Ao fim de 10 anos de silêncio, uma das amas que cuidou de Madeleine McCann, a criança britânica que desapareceu no Algarve em 2007, contou há 5 anos a sua visão da fatídica noite, ilibando os pais de responsabilidades, culpando a polícia portuguesa e queixando-se da insegurança na zona.

2021 A Superliga Europeia de 12 equipas foi anunciada há 1 ano, com a condenação generalizada de governos, clubes não envolvidos, imprensa e fãs; no furor, todos os 6 clubes da Premier Liege retiraram-se em 3 dias, levando a questão a ser repensada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s