Vinagrete 22.02.17 – Dirigente que muito estimo faz contas impossíveis

José Ribeiro e Castro, um dirigente do CDS que muito estimo (até porque era dos bons tempos do partido, e Nuno Melo não lhe deu hipóteses de afirmar a sua liderança), faz contas impossíveis, para garantir que Rui Rio seria primeiro-ministro se tivesse feito uma aliança com este CDS.

            Será possível concluir que os 2 partidos aliados poderiam somar as votações que tiveram sem alianças? Eu penso que não. Nem alguns votantes do PSD, nem sequer os do CDS (embora possa admitir que menos neste caso) teriam votado da mesma maneira.

            Para o PSD vencer, séria sempre necessário ter uma cobertura da direita, mas sobretudo da sua esquerda, já que parece assente ganharem-se as eleições ao centro. E muitos votos que foram para a IL e o Chega teriam de ir para ele.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s