Efemérides de 12 de Janeiro (2022)

1616 O capitão-mor português Francisco Caldeira Castelo  Branco (1566-1619) fundou há 406 anos a cidade de Belém, atual capital do Estado de Pará, Brasil.

1759 O marquês de Pombal (1699-1782), chefe de Governo de D. José (1714-1777, a reinar desde 1750), determinou há 263 anos a expulsão dos jesuítas de Portugal.

1837 Foi fundada há 185 anos a Escola do Exército, atual Academia Militar, por transformação da Academia Real de Fortificação, Artilharia e Desenho, no âmbito das reformas de regime constitucional português.

1896 O médico americano Louis Smith Henry (1859-1951) fez há 126 anos o primeiro exame de raio x (que atravessam vários tecidos), para detectar (com sucesso) a bala com que deu um tiro na mão.

1919 A Câmara dos Representantes dos EUA rejeitou ainda há 103 anos uma proposta de Lei que concedia o direito de voto às mulheres, vindo a ser eleita no mesmo dia, mas em 1932, Hattie W. Caraway (1878-1950), a primeira mulher a entrar no Senado dos EUA.

1959 O Gen. Humberto Delgado (1906-65), candidato da Oposição às Presidenciais de 1958 e assassinado pela Polícia Política do salazarismo, a PIDE, pediu asilo político há 62 anos na Embaixada do Brasil em Lisboa.

1996 O Prémio (municipal de arquitectura de Lisboa) Valmor foi atribuído há 26 anos ao complexo das Amoreiras, em Lisboa, projecto do Arq. Tomás Taveira (n.1938).

2015 O anterior presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim (n.1943), apresentou formalmente o pedido de demissão do cargo (que exercia desde 1978) há 7 anos, depois da eleição do novo líder do PSD/Madeira, o seu rival e sucessor Miguel Albuquerque (n.1961).

2018 O então ministro das Finanças português, Mário Centeno, assumiu há 4 anos a presidência do Eurogrupo, numa cerimónia realizada na embaixada portuguesa em Paris, estando entretanto à frente do Banco de Portugal.

2021 Em Washington D. C., a Câmara de Representantes dos EUA aprovou há 25 anos a resolução da emenda 25 com o objectivo de destituir o ainda Presidente Donald Trump por causa da sua responsabilidade nos factos do ataque ao Capitólio – questão que continua a arrastar-se na América ainda que de outra forma, com a colagem da maioria dos republicanos ao ex-Presidente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s