Vinagrete 21.11.29 – Sanitários e juristas

Fico sempre surpreendido com os juristas que se preocupam mais em encontrar inconstitucionalidades nas medidas sanitárias provocadas pela Pandemia, do que em lutar contra a Pandemia.

            E não sendo eu tecnocrata, este é um dos casos em que dou mais importância às opiniões dos técnicos. Que, não sendo completamente consensuais, há que seguir a maioria em funções. E lamento muito, mas neste caso dou mais importância aos técnicos sanitários do que aos juristas.

            Também fico parvo com os pais que não entendendo do assunto, não hesitam em revoltar-se contra novas medidas sanitárias, e chegam a qualificar algumas delas de ‘exageros’.

            Será que temos pais e juristas negacionistas? Não teria nada contra o negacionismo, se ele não afectasse tão negativamente (pelo uso dos hospitais e pela transmissão da doença) os outros cidadãos. E pior de tudo são os pais, que mostram assim serem indiferentes à saúde dos filhos.

E porque haverá lutas violentas contra gente que só quer lutar pelas vidas das pessoas? Sobretudo noutros países, felizmente. Parece-me mal atribuir-se a responsabilidade da violência à pobreza, quando os mais pobres se mostram pouco violentos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s