Vinagrete 21.09.09 – Comidas para estudantes

Será que nas críticas que ouvi à decisão do Governo de limitar nas cantinas das escolas públicas a venda de comidas, excluindo as que são consensualmente menos saudáveis (com excesso de sal, açúcar, etc.), se incluam alguns nutricionistas? É a tal coisa, não tendo eu nunca dito que era coerente, serei o último a atirar contra esse pecado de outros. E afinal, os que se manifestaram contra foram poucos.

É preciso lembrar-nos, claro, que alguns dos que comem nas cantinas escolares públicas, têm ali a sua única refeição quente do dia.

            Mas a incoerência de certas profissões devem ter limites. Claro que eu nunca entendi isso de as comidas serem saudáveis, e não tenho o menor respeito por nutricionistas. Mas estarem contra uma medidinha destas do Executivo, parece-me incompreensível. Até porque o Governo não proíbe outros comerciantes de venderem o que quiserem, e  a sua ordem diz respeito apenas às escolas públicas. E nós, sobretudo quando chegamos a netos, reparamos facilmente que as pessoas comem com especial prazer aquilo a que estavam habituados no seu tempo escolar. E isso varia de geração para geração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s