Vinagrete 21.09.01 – PCP reivindicativo

Será que a direcção do PCP realiza que na sua actividade reivindicativa, mais realista com a sua ligação ao Poder político, o que pede tem sempre um custo, a pagar pelos contribuintes, mesmo que sejam seus eleitores?

            E nas guerras sindicais, será que tem o cuidado e a prudência de não acabar com as empresas e os empregos dos seus trabalhadores, ou trata-se de um assunto só ponderado pelos sindicatos não comunistas, como se tem visto na TAP e Dielmar? Porque os comunistas, para obterem outros objetivos, nem desdenham acabar com empresas que empregam os seus apoiantes, ou prejudicá-los de outras formas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s