Vinagrete 20.12.23 – Saúde pública

Graça Freitas a directora-geral de Saúde que nos entra em casa pelos ecrãs de TV, é uma excelente médica especializada em Saúde Pública – nem percebo como caiu na asneira de apanhar Covid 19. É uma infecção realmente imprevisível.

Graça Freitas, Sol

A verdade é que o fascínio pelas TVs a fez esquecer um aviso que um presidente da RTP tido como dos melhores (sem desprimor para a excelência do actual, infelizmente em fim de mandato), João Soares Louro, seu ex-companheiro político, de que aquela caixinha fascinante também endoidecia as pessoas que fascinava e as deixava impopulares.

Para Costa, a doença da directora-geral, que também o apanhou agora, nem foi muito má. O problema era ele substitui-la muito tempo nas conferências de imprensa. Para salvar a ministra, o melhor é afastá-la disso (embora tenha ganho muito com umas simples lágrimas). Neste momento, quem se avém melhor nisso é o secretário de Estado Adjunto da Saúde, aparecendo bem penteado e a ler (para ser capaz de nunca sair do guião). Mas a ele, convém também substituir a tempo, quando ainda estiver por cima. Talvez pelo subdirector geral novo, Rui Portugal, que parece nunca ter tido jeito para comunicações. E assim como assim, mal por mal… A directora-geral, entretanto, mal esteve em condições para isso, lá fez umas declaraçõezitas públicas. Será possível mantê-la afastada disto muito tempo?

Outros comentadores, como vi, têm outras opiniões.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s