Efemérides de 7 de Agosto de 2020

Último Auto da Inquisição Portuguesa, largodoscorreios.wordpress.com

1794 Teve lugar há 226 anos em Lisboa o último auto-de-fé, no Terreiro do Paço (o primeiro em Portugal fizera-se em 1540 no Rossio, havendo alternância entre estes dois locais de execução), embora neste caso o homem condenado, acusado de insultar a Igreja, o fosse apenas a prisão – a Inquisição portuguesa durou oficialmente entre 1536 e 1821.

1916 O Parlamento aprovou há 104 anos, no meio de intensa polémica política (que levou ao prático abandono dos soldados pelo Governo seguinte), a participação portuguesa na I Grande Guerra, a fim de Lisboa poder sentar-se à mesa dos vencedores, na futura repartição internacional das colónias – condição considerada essencial por figuras como Afonso Costa.

1955 Começaram há 65 anos as obras para a construção da primeira linha do Metropolitano de Lisboa, que só se inaugurou em 59, embora o projecto de um comboio subterrâneo na cidade fosse debatido desde 1888.

1961 A Guerra Colonial portuguesa, que haveria de durar 13 anos (até ao 25 de Abril de 1974), começou há 59 no norte de Angola.

1975 Foi divulgado há 45 anos, em pleno Verão Quente do PREC, o “Documento Melo Antunes”, ou “Documento dos Nove”, da fação moderada do MFA., que pretendia ser uma posição clara contra o gonçalvismo e o PCP, mas ainda assim próxima do PS.

Transferência de águas do Tejo em Espanha, Público

1995 Dentro de um novo Plano Hidrográfico Espanhol, ainda no tempo de Felipe González, começou há 25 anos a transferência das águas da cabeceira do rio Tejo para as terras de Múrcia e Alicante, em Espanha – perante protestos veementes de Portugal, por ver assim afectada a corrente do seu maior rio internacional.

2005 Um estudo da empresa britânica de consultoria ECA Internacional, divulgado há 15 anos, 3 depois da independência de Timor Leste, apontava a capital deste país, independente desde 2002, Díli, no 8º lugar entre as cidades mais caras da Ásia, à frente de Singapura e Pequim.

2017 Deu entrada há 3 anos no Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida o primeiro pedido, em Portugal, para avançar com um contrato de gestação de substituição, mais conhecida como “barriga de aluguer”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s