Vinagrete 29.03.20 – A falta de Justiça

Como é que os juízes poderão aplicar uma Justiça razoável, se eles vivem num mundo de perfeita Injustiça?

Justiça, Wikipédia

Um inquérito preliminar concluiu que houve centenas de processos distribuídos sem sorteios na Relação de Lisboa (e nas outras?). O presidente deste Tribunal da Relação, bem implicado no caso, pode dar-se ao luxo de não querer trabalhar, mas continuar com o ordenado de quem trabalhasse. E embora objecto de inquérito por implicação direta na distribuição de casos sem sorteio (para favorecer outros juízes, em casos que lhes interessem), ainda pode candidatar-se ao Supremo.

O antecessor dele como presidente da Relação de Lisboa, Luís Vaz das Neves, acumula a sua gorda pensão de juiz aposentado (os juízes são mais bem pagos do que a restante Função Pública, talvez por trabalharem pouco e mal) com julgamentos privados ilegalmente e principescamente pagos, e feitos nas próprias instalações da Relação de Lisboa.

Nunca mais se vê a condenação de nenhum deles. Entretanto, comprova-se que, quanto mais se tem, mais se quer. Ou seja: temos como principais corruptos as pessoas que ganham mais desafogadamente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s