Vinagrete 19.11.18 -Santa ignorância

O extraordinário é que parece ser Portugal dos países em que há mais retenções na Europa, talvez com a excepção de bélgica.

Mas se alguém acompanhar manifestações individuais de cultura, como por exemplo em concursos televisivos, vemos licenciados de algum nível, e até professores, demonstrarem ignorâncias que parecem inconcebíveis.

bomdia.eu

Por exemplo, há dias, uma licenciada mostrava na TV, não ter ideia do que era a República de Vichy, justificando a ignorância por não ser do seu tempo. Provavelmente também não saberia quem era Hitler, ou Pétain, ou Musolini, de que eu tenho alguma ideia, apesar de não serem do meu tempo.

Julgava que esta gente, como todos os ignorantes que passam sem o merecer, seriam castigados por não conseguirem empregos. Mas conseguem-nos, e relativamente bons. Por exemplo, a ignorante de Vichy é museóloga. E dantes tínhamos a ideia de que os trabalhadores da cultura eram mais cultos.

Conheço uma pessoa que desespera por ser obrigada a dar boas notas, para passagem, a alunos, que talvez por saberem isso, nem se dão ao trabalho de saber nada. E o professor não tem outro remédio se não dar a mesma nota que dá a alguém que sabe alguma coisa. Talvez se pudesse evitar isso, indo a tempo de evitar professores muito ignorantes. Mas já é tarde. Eu percebo de resto a necessidade de acompanhar mais de perto alunos que o necessitem. Mas devemos compreender que o actual debate chama a uma maior indiferença generalizada pelo saber.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s