Vinagrete 19.09.06 – Subvenções políticas

Considero desonesto aparecerem os jornais, com o nome e a fotografia de pessoas escolhidas que estão a receber subvenções políticas, sem mais. Se as subvenções são demasiadas, e muito generosas, legisla-se para as conter.

Subvenções políticas, Observador

De resto, parecem-me pensões de uma actividade política, a que os beneficiários têm pleno direito, tal e qual como as pensões de outra actividade qualquer – e em certos casos até menores.

Já os vencimentos dos políticos, em comparação com as democracias avançadas e os ordenados das populações em geral, parecem-me altíssimos em Portugal. Porque os técnicos e as categorias mais altas do Estrado ainda estão a ganhar menos do que os ministros, o que não acontece nas democracias mais antigas. Já vale a pena seguir a carreira política para enriquecer, no pós-política, como se tem visto, a parece vir dos tempos salazarentos.

Então passaria a valer a pena seguir simplesmente a política, sem esperar pelos imoralíssimos pós. Porque um político, sem necessidade sequer de qualificações, passaria a ganhar mais do que um técnico. E passaríamos certamente a ter governos técnicos, e deputados técnicos, sem necessidade de assessores técnicos menos preparados. Porque a categoria de assessores não pode ser uma forma de entrar na política, mas a de dar espacialidades técnicas aos políticos. Tal e qual como se faz nas democracias mais avançadas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s