Vinagrete 19.08.21 – Linguagem escorreita

Li num jornal que o Ministério da Justiça aumentou a cobrança de multas, com cartas em que utilizava uma linguagem simples. Simples e escorreita, digo eu, que acredito piamente na notícia.

Havia uma mania do Estado de utilizar expressões erradas e complicadas, que só perceberia um espírito tão mal formado como quem idealizara tais aberrações. Por exemplo: em vez de um simples e compreensível ‘concurso’ – por exemplo, público – usavam a proposta inexistente em português, mas mais complicada, de ‘procedimento concursal’ – que só um idiota poderia levar a sério.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s