Efemérides de 28 de Dezembro

Primeira sessão do cinematógrafo dos Lumière

1895 Os irmãos Lumiére, August (1862-1954) e Louis (1862-1948), inventores do cinematógrafo, promoveram há 123 anos, nas caves do Grand Café de Paris, a primeira sessão de cinema.

1897 Estreou há 121 anos a peça Cyrano de Bergerac, do poeta e dramaturgo francês Edmond Rostand (1868-1918), em Paris.

1908 O Sismo de Messina, seguido de maremoto, atingiu há 110 anos a Sicília e o sul de Itália, causando cerca de 100 mil mortos.

1946 A França declarou há 72 anos a lei marcial no Vietname, oito dias depois da proclamação de guerra de Ho Chi Minh à potência colonial, quando o Vietname tinha ainda o apoio dos EUA contra Paris.

1973 O escritor russo Alexander Solzhenitsyn (1918-2008), aultimamente convertido ao expansionismo russo, Nobel da Literatura (1970), publicou há 45 anos O Arquipélago de Gulag, popular denúncia do sistema prisional da URSS.

1983 Em Lisboa, no edifício da Companhia Portuguesa Rádio Marconi (que haveria de ser integrada na PT em 1995), foi inaugurada há 35 anos a primeira central telefónica digital europeia para ligações internacionais.

Shimon Peres, Matéria Prima Edições

1993 Foi há 25 anos o reconhecimento recíproco dos Estados de Israel e do Vaticano – era Papa João Paulo II e primeiro ministro de Israel o trabalhista Shimon Peres, ambos já desaperecidos.

2007 O braço norte-africano da Al-Qaeda reivindicou há 10 anos as mortes de vários militares mauritanos durante ataques a quartéis isolados, numa gravação áudio divulgada pela cadeia de televisão Al-Arabiya

2015 Uma ação de formação violenta (chamada ‘red man’) a equipas de intervenção rápida da PSP, com recurso a bastões e algemas (o então muito falado episódio das agressões na Polícia), há 3 anos, levou a que alguns chefes fossem suspensos.

2016 O ministro do Trabalho e da Segurança Social assegurou há 2 anos que o aumento de dias de férias para os trabalhadores, uma proposta do Partido Comunista e do Bloco de Esquerda, não está no programa do Governo.

2017 O polémico Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, acusou há 1 ano Portugal de sabotar a importação de pernil de porco por parte do governo venezuelano (que assumidamente nãompagava) e assim o impediu de cumprir a promessa de distribuir entre o povo este alimento natalício.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s