Vinagrete 18.02.09 – Que assédios imensos

Descobiu-se agora que toda a gente, sobretudo no Cinema, foi vítima de assédio sexual. Até os casos em que algumas mulheres

Assedio sexual, hypescience.com

usavam o sexo para seduzir e subir, se averba como assédio de homens. Ou casos de simples charme não desejado (que deve atingir toda a gente por igual, homens e mulheres): por isso aparecem denúncias de tentativas não insistentes, de quem quis mas desistiu mal percebeu não ser correspondido. Não significa isto que eu defenda quem usou o seu poder para pressionar inferiores a qualquer tipo de actividade imoral ou ilegal, incluindo a sexual. Mas qualquer uma, e não especialmente a sexual.

Fiquei varado ao ler num jornal que um tipo do cinema, seguramente nada abusador, provavelmente mesmo não afecto a actividades sexuais, considerava que o meio do cinema nacional, quando se começasse a falar do assunto, ia ser igual ao dos EUA.

Mais uma vez aqui saliento o abaixo-assinado de Catherine Deneuve, e espero que não se transformem estas denúncias em simples luta contra os homens, ou em criminalizar formas de ‘charme’ que eram antes muito normais em toda a Europa – mesmo que um pouco mais agressivas do que as permitidas nos EUA.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s