Vinagrete 17.12.11 – O peso da EMEL

Vi algures que o OE para 2018 prevê uma verba de 4 milhões de euros destinada à EMEL.

          E afinal para que serve a EMEL, acarinhada pelos diversos presidentes da Câmara desde que existe? Talvez para colocar pessoal político, e complicar o trânsito da cidade, e custar caríssimo aos contribuintes. Pelos vistos, este caríssimo não é só através do estacionamento pago, mais as multas, mas também as transferências do OE.

A complicação do trânsito é bem visível: por um lado deixámos de ter reboques para tirar os carros que incomodam o trânsito, porque estão ocupados em rebocar os que podem nem incomodar ninguém, mas dão dinheiro para os ditos reboques.

Do pessoal político, o melhor é nem falar.

Enfim, eu votaria certamente num candidato que propusesse o fim desta EMEL. Mesmo apesar de alguns aspectos positivos, como a cópia estrangeira das bicicletas para todos os utentes. Talvez a

Única coisa simpática da EMEL, mas que não precisava da EMEL para a CML a pôr em prática.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s