Vinagrete 16.12.26 – O Natal é cristão

Wikipédia

Wikipédia

Natal ou Natividade, assim, com letra grande, são definidos em, qualquer dicionário como o nascimento de Jesus Cristo. Trata-se, portanto, de uma festa essencialmente cristã, muito católica por cá, religiosa definitivamente.

Fotografia de natal.com.pt

Fotografia de natal.com.pt

Aceito que, com o andar dos tempos, e o soprar dominante dos ares de agora (há quem lhe chame politicamente correcto), o Natal seja uma festa de família também para ateus e laicos. Que na

Consoada, fotografia de palavradeliteratura.blogspot.com

Consoada, fotografia de palavradeliteratura.blogspot.com

realidade se apropriaram dela de forma muito mais radical e extremista do que nós, os católicos.

Sexta-feira passada, tentando entrar na Casa da Imprensa a horas de expediente, dei com ela fechada a sete chaves, com grade metálica e tudo. Tentei telefonar

Árvore de Natal, fotografia de assimeugosto.com

Árvore de Natal, fotografia de assimeugosto.com

mas nada: nem uma explicação. Simplesmente, o telefone não era atendido. E dei comigo a pensar que seria a forma de trabalhadores e dirigentes da Casa da Imprensa, certamente não católicos e não cristãos, celebrarem o Natal – logo a partir de dia 23 de Dezembro. Nós os cristãos e católicos satisfazemo-nos em celebrar o Natal a 25, estendido com a consoada pela noite de 24, e ficamos muito agradecidos se nos derem a tarde de 24. Quando era jornalista do Expresso, sem deixar de ser cristão e católico, tive de trabalhar frequentemente a 25 de Dezembro. E aceitei-o bem (também na altura era pago o trabalho em feriados), até porque nunca deixei de cumprir o que considerava essencial no meu Natal, quer na Missa (a do Galo é a minha principal Missa do ano), quer na reunião da Família cristã.

 

Missa do Galo, fotografoia de jf-saomartinho.pt

Missa do Galo, fotografoia de jf-saomartinho.pt

Temos agora o Natal transformado em festa laica e nacional, já sem o seu significado, e muito alargado. Para nós, católicos e cristãos, continua a ter o seu significado e a data mais encurtada. O que vem de borla até é bem aceite.

Agora Natal, e Natividade, não podem perder o seu significado. Até alguns governos árabes mais abertos, e pretendendo estender uma mão aos cristãos, promovem festas de Natal para estes. Com árvores de Natal em vez de Meninos Jesus. Mas os não cristãos também não podem saber tudo do cristianismo – e a árvore de Natal, comercialmente apoiada, está a fazer mais furor do que o Presépio, sempre religioso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s