Vinagrete 16.08.10

Porque arde Portugal tanto mais que os outros?

Fotografia do Diário Digital

Fotografia do Diário Digital

Funchal a arder, fotografia de omelhordeportugalestaaqui.blogspot.com

Funchal a arder, fotografia de omelhordeportugalestaaqui.blogspot.com

Hoje parto para o Funchal, onde uma filha minha teve de sair da sua casa, no centro da cidade, por o ar estar ali irrespirável. Um incêndio ameaça a cidade.

E dei comigo a meditar no artigo de ontem do João Miguel Tavares, na última página do Público, sobre este tema dos incêndios de Verão.

Diz ele que «há cerca de um ano foi divulgado um estudo da União Europeia sobre incêndios nos países da bacia do Mediterrâneo que continha números impressionantes. Foram analisados dados de 2000 a 2013 de Portugal, Espanha, França, Itália e Grécia. Nesse período 53,4% de todos os incêndios haviam ocorrido em Portugal. Ou seja, o nosso país tinha maior número de incêndios do que Espanha, França, Itália e Grécia juntas. Em termos de área ardida, o número baixava para 37,7%, mas… a Portugal corresponde apenas 14,7% do território em causa».

            E conclui ele: «o resultado é este: temos 3,5 vezes mais incêndios do que a média dos países mediterrânicos e

Fotografia de politicapuraedura.blogspot.com

Fotografia de politicapuraedura.blogspot.com

2,5 vezes mais área ardida». Ora ele concorda, e parece ser consensual, que a preparação da

Protecção Civil (bombeiros, etc.) tem sido impecável. Mas alguma coisa mais haverá por cá, concordamos ambos.

Talvez, como ele afirma, «a falta de seriedade com que nós enfrentamos os problemas da floresta portuguesa» explique muito. Como ele, também estou convencido de que, se os profissionais da TV fossem mais éticosa e dessem uma atenção de maior ponderação ao assunto, muitos atiçadores de fogo não o fariam mais para verem o seu trabalho nos ecrans.

Mas tem de haver outras razões: limpeza das florestas, etc. Não há é motivo para termos muito mais incêndios do que os outros países da Europa mediterrânica. Mesmo sabendo que a mudança de ventos torna os incêndios ainda mais dramáticos, como aconteceu ontem no Funcham – não consta que essas mudanças sejam maiores em Portugal do que noutros países.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s