Vinagrete 16.05.28

Liberalismo privado à custa do Estado

Fotografia do jornalmedico.pt

Fotografia do jornalmedico.pt

Não é só no ensino que os privados querem mamar do Estado, e deixar a população sem serviços sociais para ficarem eles com o dinheiro (e cada vez me parece mais reprovável, e contra o Papa Francisco e o que ele prega, o envolvimento de responsáveis portuguesas da Igreja Católica contra os contribuintes e a população, e a favor dos empresários dos colégios privados). O economista Eugénio Rosa divulgou mais um dos seus habituais estudos sobre aspetos relevantes da economia portuguesa, desta vez por causa da ADSE – que tão apaixonadas reacções está a suscitar do púbico a ela associado ou não. O estudo revela que 26 grandes grupos privados de saúde faturaram à ADSE, em 2015, €225,7 milhões. Ou seja, 71% de toda a despesa do regime convencionado. Só o grupo Luz Saúde, assegura o estudo, recebeu €75 milhões, 23% do total do regime convencionado.

Ser liberal e privado assim, à custa do Estado e dos contribuintes, é que dá jeito. Na Saúde, no Ensino, nas chamadas Lojas Históricas, na Banca (tristemente dividida entre ex-governantes, espanhóis e angolanos – sempre gostaria de perceber o que estes últimos têm a ver com negócios financeiros sem disfarce de alarvidade), enfim, por todo o lado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s