Vinagrete 16.05.03

Azuis claros e escuros

Fotografia do Youtube

Fotografia do Youtube

Um estudo de um investigador do ISCTE conclui que continua a haver comportamentos racistas e segregadores nas nossas escolas, de que serão vítimas os estudantes afrodescendentes. Devo confessar que já não acreditaria em tal, e at do Alabama.ue o investigador do ISCTE deve ser como esta professora americana, talvezentro da camioneta todos relativamente juné tenho um certo orgulho por os europeus, pelo menos ao nível dos professores, parecerem ser muito menos racistas do que os africanos nos países deles. Mas agora este estudo desmente-me, e deixa-me perplexo. Diz o investigador ser necessário que os professores sejam educados para não segregar. Os professores europeus, segundo o tal estudo, não os africanos.

Faz-me lembrar aquela velha história, num autocarro de estudantes americanos. Uma professora muito politicamente correcta, mas certamente de origens sulistas, ralha com os meninos racistas, e acaba por os mandar sentar dentro da camioneta todos relativamente juntos: «os azuis escuros lá atrás, e os azuis claros cá à frente». Cheira-me que o investigador do ISCTE deve ser como esta professora americana, talvez do Alabama.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s