Vinagrete 21.12.15 – Perplexidades políticas

Pareceu-me ver o novo Presidente da Câmara de Lisboa perplexo com alguns ataques à sua acção na Câmara. No fundo, está a provar o seu próprio Veneno, tempos atrás, quando criticava tudo o que fazia o seu antecessor.

            É esse o principal defeito da democracia, e contra o qual Rui Rio diz (mas não o parece praticar tanto, provavelmente por querer ir ao encontro do seu Partido) pretender lutar. Mas talvez por isso tenha conseguido o apoio das bases, contra alguns dirigentes. E talvez por isso, em vez de uma democracia directa das bases se pretenda antes fazer uma democracia indireta e orgânica.

            Quando Carlos Moedas criticava o antecessor por criticar, este foi por vezes tão acreditado, que alguns colaboradores do outro, incluindo uns que foram consigo para a Câmara, supuseram que mudasse ali tudo, e não aproveitasse nada de outros tempos. Afinal aproveita. E para ser franco, nem se notam grandes diferenças.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s