Efemérides de 30 de Julho (2021)

1848 Foi inaugurada há 173 anos (D. Maria II) a iluminação a gás, na Baixa de Lisboa.

1906 Gabriel Lippmann apresentou há 115 anos, na Academia de Ciências de Paris, o primeiro método para a reprodução fotográfica a cor.

1930 Salazar criou há 91 anos a União Nacional, e foram ilegalizados todos os restantes partidos e associações políticas.

1930 O Uruguai venceu há 91 anos em Montevideu o primeiro Mundial da FIFA. Em 66, com  Portugal no 2º lugar, o Mundial aeria vebncido pela Inglaterra.

1932 Na eleições alemãs, há 89 anos, o nazi Adolf Hitler duplicou o número de lugares no Parlamento (não atingiu a maioria, mas bloqueou o funcionamento das instituições e lançou uma campanha terrorista, apoiado nos batalhões de SA, que o levaria ao poder absoluto e nos mergulharia numa Guerra Mundial).

1975 Foi criado há 46 anos, em pleno Verão Quente de 1975, e sobreviverioa até ao 25 de Novembro, o “triunvirato” que passou a liderar o Conselho da Revolução – Costa Gomes (Presidente), Vasco Gonçalves (primeiro-ministro) e Otelo Saraiva de Carvalho (chefe do COPCON – Comando Operacional do Continente).

1992 O Governo português de Cavaco Silva (1985-95) decidiu-se há 29 anos pela ligação Sacavém-Montijo, para a construção da nova ponte sobre o Tejo.

2002 O Conselho de Ministros da CPLP aprovou há 19 anos a criação do Instituto Internacional da Língua Portuguesa.

2005 Foi há 16 anos o último espetáculo da companhia Ballet Gulbenkian, por iniciativa dos bailarinos, no Teatro Camões, em Lisboa.

2008 O então primeiro-ministro, José Sócrates, anunciou há 12 anos a distribuição de 500 mil computadores portáteis – Magalhães – aos alunos do primeiro ciclo, no âmbito do novo programa ‘e.escolinha’, que terão um custo máximo de 50 euros.

2010 Foi inaugurado há 11 anos o Museu de Arte e Arqueologia do Vale do Côa, 16 após os protestos de ambientalistas e especialistas em arte rupestre que ditaram a suspensão, pelo governo socialista presidido por António Guterres, da construção da barragem.

2013 Bradley Manning, o soldado norte-americano acusado de transmitir vários milhares de documentos secretos ao portal WikiLeaks (entretanto optando por ser mulher), foi considerado culpado há 8 anos pela justiça militar de violar a Lei de Espionagem, mas não de “conluio com o inimigo”.

2020 Polícias federais iniciaram uma retirada gradual de Portland há um ano, no meio de críticas às suas ações para acabarem com os protestos violentos do Black Lives Matter.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s