Vinagrete 20.03.03 – Agora aturem-nos

Há uma justiça e uma grande injustiça em tudo isto. Elegeram os brasileiros Jair Bolsonaro, e agora apetece dizer que o aturem. Mas os

Bolsonaro e outros que tais, tpi.it

primeiros a abandonar o país mal o elegeram, ou que já estavam mesmo a viver fora, foram os que votaram nele. E os que não votaram, que serão talvez tantos como os outros, têm de o aturar mesmo.

E parece que houve também mulheres a votarem nele. Que devem ser giraças, e não precisarem de dinheiro. Porque já se viu que ele fala muito nas mulheres feias (nunca para ele um homem é feio), e acha também que elas ganham demais. Se houve gente desta categoria a votar no homem, é que eu quero significar isso de o aturarem.

Mas hoje, quanto pior, mais garantia há de vitória eleitoral: foi Bolsonaro, Duterte, Trump, Orbán, Salvini (alá que perdeu por enquanto), Isaltino Morais, etc. E muitos têm de os aturar sem quererem nem terem votado neles. Para quem votou, ainda poderíamos dizer que é ‘bem feito’.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s